Escreva, clique aqui. Usuário cadastrado clique aqui
sábado, 19/04/2014 | Comentar

Nosso Apolo e nosso Dionísio

Jorge Luis Borges e Gabriel García Márquez: os dois escritores mais influentes e poderosos da América Latina e da língua espanhola.

aqui

email twitter facebook imprimir
terça-feira, 06/03/2012 | Comentar

Ponderações (mas nem tanto)

Por Marcos Silva

Tem colunista de jornalão que procura justificar bobagens ditas apelando para a autoridade de Nelson Rodrigues.

Aviso I aos navegantes: Nelson era escritor, dos bons, dotado de poética própria. Quando falava sobre homens e mulheres, navegava no oceano dos possíveis, não no imediato de provocações rasteiras.

Aviso II aos navegantes: faz...

email twitter facebook imprimir
terça-feira, 06/03/2012 | 6 Comentários

Balanço do encontro de blogueiros

Abertura do Encontro de Blogueiros Progressistas da Grande Natal

Fotos de Lenilton Lima

TC

Cheio de coisas pra fazer nesse início de semana não comentei o Encontro de Blogueiros Progressistas da Grande Natal que ocorreu sexta à noite e...

email twitter facebook imprimir
terça-feira, 06/03/2012 | Comentar

A cidade desabafa

Por Enéas Athanázio
Transcrito de Página 3

Escrever o romance de uma cidade através de entrevistas, se não é inédito e, pelo menos, incomum. Procurar pessoas dos mais diversos ofícios, costumes e...

email twitter facebook imprimir
terça-feira, 06/03/2012 | Comentar

Ministério da Cultura libera R$ 6,4 milhões para realização de rodeios

AGÊNCIA ANDA

O braço organizador de rodeios da Ambev, a Brahma Super Bull, foi autorizada pelo Ministério da Cultura a captar de 6,4 milhões de reais para patrocinar os eventos. A intenção é custear, parcialmente com dinheiro público, a realização de 16 rodeios em oito cidades brasileiras.

email twitter facebook imprimir
Posts mais antigos

Poesia //

Ver todas
sábado, 19/04/2014 | Comentar

Abri abrigos

Por Lívio Oliveira

Abri portas abri corpos abri copos
abri latas abri livros abri dias abri pernas
toda a história entra contada entreaberta
entrecortes entre tantos tintos entredentes
nessa estória recortada recontada errada
que resvala no centro e nos tentos perdidos
signos ostentados de uma dor partida em dois
uma dor partida em dois e um só resto
do que fui ontem amparado pelo sólido ar
no nada rompido no nada estragado no nada
que abrigo que abrigo que abrigo.