Escreva, clique aqui. Usuário cadastrado clique aqui
quinta-feira, 24/07/2014 | 3 Comentários
francois

Ariano virou borboleta

Por François Silvestre

Ariano Suassuna saiu do casulo. Encantou-se ou desencantou e virou borboleta. Quando aparecer numa vereda de Riacho dos Cavalos, ou na Marcelina de Tio Quetim, uma borboleta de asas vastas, com as cores da caatinga, não duvide: É Ariano. De...

email twitter facebook imprimir
quinta-feira, 26/04/2012 | Comentar

Sony World Photography Awards anuncia vencedores

Veja as outras imagens ganhadoras do concurso de fotografia.

aqui

email twitter facebook imprimir
quinta-feira, 26/04/2012 | 12 Comentários

Roteirista Grant Morrison diz que “Batman é muito gay”

NO IG CULTURA
Foto: Getty Images

Em entrevista à Playboy, autor de HQs revela suas opiniões sobre o herói e outros personagens.

Na edição de maio da revista Playboy o roteirista de histórias em quadrinhos Grant Morrison afirmou que o personagem “Batman é...

email twitter facebook imprimir
quinta-feira, 26/04/2012 | Comentar

STF decide por unanimidade que sistema de cotas é constitucional

O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu nesta quinta-feira por unanimidade que o sistema de cotas raciais em universidades é constitucional. O presidente do STF, Carlos Ayres Britto, iniciou seu voto –o último dos ministros– por volta das 19h30, antecipando que acompanha o voto...

email twitter facebook imprimir
quinta-feira, 26/04/2012 | 7 Comentários

Sumário de “Uns Potiguares”, de Nelson Patriota

TC

Atendendo a pedido de Marcos Silva, publicamos o sumário do livro “Uns Potiguares”, de Nelson Patriota, lançado na semana passada na ANL. Pedi e Nelson gentilmente o enviou hoje.

Nota Prévia do Autor

Prefácio de Manoel Onofre Jr.

Potiguares

Bloomsday, 18ª edição

Coetzee, sim! Mas, por que não Miguel Cirilo?

(mais…)

email twitter facebook imprimir
Posts mais antigos

Poesia //

Ver todas
quarta-feira, 23/07/2014 | 4 Comentários

Águia

Por Ednar Andrade

águia

Rugas em minha pele
Desenham com tinta sangue, agonias tatuadas.
Navalha fria, corta-me.
A carne inteira geme, anseia sorriso.

Sou a velha águia que retira-se.
SOU
O cão largado no inútil e solitário uivo
Na escuridão dos sem aurora que os acuda.

Cio de cobra ………………..
Ciciar de cigarra. . . . . . .
Piar de ave noturna não é cantar.
É lamento.