Escreva, clique aqui. Usuário cadastrado clique aqui
quinta-feira, 24/07/2014 | 3 Comentários
francois

Ariano virou borboleta

Por François Silvestre

Ariano Suassuna saiu do casulo. Encantou-se ou desencantou e virou borboleta. Quando aparecer numa vereda de Riacho dos Cavalos, ou na Marcelina de Tio Quetim, uma borboleta de asas vastas, com as cores da caatinga, não duvide: É Ariano. De...

email twitter facebook imprimir
segunda-feira, 04/06/2012 | Comentar
Daniel Piza tinha 41 anos - Arquivo/AE

Daniel Piza em entrevista ao SPlural (ano de 2008)

Por Lívio Oliveira

Tácito, amigos, em dezembro do ano passado o jornalista escritor Daniel Piza seguia para uma outra dimensão. Mexendo em minhas coisas, meus arquivos, reencontrei a entrevista que fiz com ele em 2008. Trouxe-a, agora,...
email twitter facebook imprimir
segunda-feira, 04/06/2012 | Comentar
Divulgação

Projeto divulga entrevistas, fotos e cartas de Drummond

“Eu tenho a sensação de que, quando eu era criança, você era muito mais intransigente”, comenta Maria Julieta com seu pai, o poeta Carlos Drummond de Andrade, então com 81 anos. “É possível, sim”, responde o escritor. Para acrescentar logo depois: “Adocei um...

email twitter facebook imprimir
segunda-feira, 04/06/2012 | Comentar

Jango é rádio inteligente e gratuito na web

Serviço permite que usuários customizem rádios com seus artistas favoritos e escutem as estações produzidas por amigos.

aqui

email twitter facebook imprimir
segunda-feira, 04/06/2012 | Comentar

O fotógrafo que deu vida à morte

Alemão nascido em Berlim, Horst Faas alterou como poucos o curso da guerra travada pelos Estados Unidos no Vietnã.

aqui

email twitter facebook imprimir
Posts mais antigos

Poesia //

Ver todas
quarta-feira, 23/07/2014 | 6 Comentários

Águia

Por Ednar Andrade

águia

Rugas em minha pele
Desenham com tinta sangue, agonias tatuadas.
Navalha fria, corta-me.
A carne inteira geme, anseia sorriso.

Sou a velha águia que retira-se.
SOU
O cão largado no inútil e solitário uivo
Na escuridão dos sem aurora que os acuda.

Cio de cobra ………………..
Ciciar de cigarra. . . . . . .
Piar de ave noturna não é cantar.
É lamento.