Escreva, clique aqui. Usuário cadastrado clique aqui
quarta-feira, 16/04/2014 | 1 Comentário
A saga da esquerda

A saga da esquerda

Por Walnice Nogueira Galvão

Mesmo ligada aos pontos culminantes, a prosa sobre 1964 não é escassa nem de pouca qualidade. E está longe de acabar.

aqui

email twitter facebook imprimir
quinta-feira, 07/06/2012 | Comentar

Futuro do passado

Por Carolina Braga‏

Grupo Galpão chegou aos 30 anos flertando com o cinema. Chico Pelúcio filma documentário sobre estreia de Romeu e Julieta, enquanto Inês Peixoto faz curtas sobre releituras de Tchékhov.

aqui

email twitter facebook imprimir
quinta-feira, 07/06/2012 | 2 Comentários
Livro 'Eu e Outras Poesias' - Reprodução

‘Eu e Outras Poesias’, de Augusto dos Anjos, comemora 100 anos

Centenário será celebrado com simpósio, concurso nacional e outras atividades na Paraíba.

aqui

email twitter facebook imprimir
quinta-feira, 07/06/2012 | Comentar

Cinema brasileiro – ditadura e democracia

Por Eduardo Escorel

O cinema brasileiro terá sido omisso ao deixar de lado os crimes cometidos por policiais e militares, a serviço do Estado, entre 1964 e 1985?

aqui

email twitter facebook imprimir
quinta-feira, 07/06/2012 | 1 Comentário

Dalton Trevisan vence o Prêmio Machado de Assis 2012

NO PROSA ONLINE – O GLOBO

O escritor curitibano Dalton Trevisan foi anunciado nesta quarta-feira como vencedor do Prêmio Machado de Assis 2012, o mais importante concedido pela Academia Brasileira de Letras. Dalton foi contemplado pelo...

email twitter facebook imprimir
Posts mais antigos

Poesia //

Ver todas
quarta-feira, 16/04/2014 | Comentar

COMO ANSEIO POR QUEIMAR (1969)

Por Marcos Silva

(música de Joel Carvalho, texto de Marcos Silva)

Em primeiro plano
beijos ou soluços
dois minutos para
uma criança sentir-se
um monstro de bruços
dois minutos para fazer
uma canção
pra você e pra mim
dois minutos para fazer amor
sentir o estertor
você é que sabe

Em primeiro plano
paralelepípedos se esmagando
rimaremos na lira
bacana com cafona
e o desenvolvimento do nord-eh-eh-eh-eh-eh-ste.