Escreva, clique aqui. Usuário cadastrado clique aqui
sexta-feira, 19/09/2014 | 1 Comentário
98498

Um voto de protesto

Por Tácito Costa

No início da campanha cheguei a pensar em anular o voto. Seria a primeira vez. Depois evoluí para votar em um pequeno partido. E deverá ser o que farei no dia 3 de outubro. Nos dois casos representam o meu protesto contra...

email twitter facebook imprimir
quinta-feira, 07/06/2012 | Comentar

Futuro do passado

Por Carolina Braga‏

Grupo Galpão chegou aos 30 anos flertando com o cinema. Chico Pelúcio filma documentário sobre estreia de Romeu e Julieta, enquanto Inês Peixoto faz curtas sobre releituras de Tchékhov.

aqui

email twitter facebook imprimir
quinta-feira, 07/06/2012 | 2 Comentários
Livro 'Eu e Outras Poesias' - Reprodução

‘Eu e Outras Poesias’, de Augusto dos Anjos, comemora 100 anos

Centenário será celebrado com simpósio, concurso nacional e outras atividades na Paraíba.

aqui

email twitter facebook imprimir
quinta-feira, 07/06/2012 | Comentar

Cinema brasileiro – ditadura e democracia

Por Eduardo Escorel

O cinema brasileiro terá sido omisso ao deixar de lado os crimes cometidos por policiais e militares, a serviço do Estado, entre 1964 e 1985?

aqui

email twitter facebook imprimir
quinta-feira, 07/06/2012 | 1 Comentário

Dalton Trevisan vence o Prêmio Machado de Assis 2012

NO PROSA ONLINE – O GLOBO

O escritor curitibano Dalton Trevisan foi anunciado nesta quarta-feira como vencedor do Prêmio Machado de Assis 2012, o mais importante concedido pela Academia Brasileira de Letras. Dalton foi contemplado pelo...

email twitter facebook imprimir
Posts mais antigos

Poesia //

Ver todas
sexta-feira, 19/09/2014 | Comentar

haicais

Por Lívio Oliveira

Livro confidente

no bolso esquerdo da calça

jeans da adolescente.

◊◊

A manga rosada:

seio nativo e doçura,

perfumes na estrada.

◊◊◊

Se sentes calor

das mãos que te tocam, longas,

há brasa em tua pele.

◊◊◊◊

O vento carrega

doce som da flauta intrusa

do barco ancorado.

◊◊◊◊◊

Em alguma parte

parti hoje, assim, à tarde

só fico a metade.