Escreva, clique aqui. Usuário cadastrado clique aqui
segunda-feira, 22/09/2014 | Comentar

Três livros, um vendedor arretado e um jovem à procura de autores africanos de língua portuguesa

Por Tácito Costa

A livraria Saraiva do Midway tem uma coisa boa e outra ruim. Vamos falar primeiro da boa. Tem um vendedor que conhece bastante literatura. O que, pelo menos em Natal, não é tão corriqueiro assim.

O cara tanto está por dentro dos lançamentos quanto possui...

email twitter facebook imprimir
sexta-feira, 22/06/2012 | 1 Comentário

Todo cinéfilo deve muito a este sujeito 

Por André Barcinski
FSP

Você gosta de cinema? Tem seus diretores preferidos? Gosta de discutir o estilo e influência de cada diretor?

Então você deve muito a Andrew Sarris.

Sarris, um dos mais polêmicos e importantes críticos de cinema norte-americanos, morreu quarta-feira em Nova York, aos 83...

email twitter facebook imprimir
sexta-feira, 22/06/2012 | Comentar

A famigerada lista de Michel Laub

Top 10 livros sobre doenças.

aqui

email twitter facebook imprimir
sexta-feira, 22/06/2012 | Comentar
Silêncio branco – a viagem do capitão Scott

Silêncio branco – a viagem do capitão Scott

Por Eduardo Escorel

aqui

email twitter facebook imprimir
sexta-feira, 22/06/2012 | 1 Comentário

70 fatos e curiosidades da vida de Paul McCartney

Quando Paul McCartney se apresentou na cerimônia do Grammy em 2012, a parcela mais jovem dos telespectadores colocou entre os tópicos mais comentados no Twitter a incrível pergunta “Who is Paul McCartney?”.

aqui

email twitter facebook imprimir
Posts mais antigos

Poesia //

Ver todas
segunda-feira, 22/09/2014 | Comentar

Primavera 2014

Por DAMATA

Saudando a Primavera

E dormes amada
(Acordai….Acordai)
A primavera chegou

Primavera -I

A primavera chegou e ninguém notou.
Será que foi baixinho ou a cor não mudou?

A primavera chegou e ninguém sorriu
Ou foi alguém que dormiu?

A primavera entra sem dizer nada
Acho que foi minha amada?

Saudando a Primavera – II

A terra renasce em uma sinfonia de cores
O coração tange acordes da agonia
Quisera, como Goethe, fazer da dor um poema.
Faço uma cantilena,
E brinco de fazer cor
Arcoirisando a dor.
E saudando a primavera.

A primavera é hoje

A folhinha marcou o dia é agora
Faça-se a primavera
Se não flores e sorris
A vida desabrocha
E nada tira as dores
Que sofri por ti.