Escreva, clique aqui. Usuário cadastrado clique aqui
sexta-feira, 22/08/2014 | Comentar

Romance ganhador do Prêmio Pulitzer, ‘O pintassilgo’ chega ao Brasil

Autora do best-seller, a americana Donna Tartt rejeita gêneros e diz ser fã de Clarice Lispector.

aqui

email twitter facebook imprimir
quinta-feira, 05/07/2012 | Comentar

Flip

Crítica e otimismo sobre as políticas públicas para bibliotecas.

aqui

email twitter facebook imprimir
quinta-feira, 05/07/2012 | Comentar

Uma defesa da imaginação

Por José Castello
A LITERATURA NA POLTRONA

Leio, com interesse, mas também com cautela, as máximas do filósofo alemão Arthur Schopenhauer (1788-1860) a respeito da arte de ser feliz. Uso uma edição sintética da Martins Fontes, de 2008, organizada por Franco Volpi. Sim: vez por outra, de modo...

email twitter facebook imprimir
quinta-feira, 05/07/2012 | 3 Comentários
O físico teórico Peter Higgs, autor da teoria - Efe

‘Nunca pensei que viveria para ver essa descoberta’

O físico teórico Peter Higgs, autor da teoria

“Partícula de Deus”

Aos 83 anos, autor da teoria que foi em grande parte confirmada espera que modelo tenha conexão com...

email twitter facebook imprimir
quinta-feira, 05/07/2012 | 1 Comentário
http://www.inclusive.org.br/wp-content/uploads/2010/07/casamento-gay.jpg

A cura gay

Por Contardo Calligaris
FSP

Mesmo se quisessem, psicólogos e psiquiatras não saberiam modificar a orientação sexual de alguém

Em 1980, a homossexualidade sumiu do “Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais”. Em 1990, ela foi retirada da lista de doenças da Organização Mundial da Saúde.

Médicos,...

email twitter facebook imprimir
Posts mais antigos

Poesia //

Ver todas
sexta-feira, 22/08/2014 | 1 Comentário

TARDE SILENTE

Por Suely Nobre

 

Ontem, a tarde se fez silêncio

Um silêncio real

Profundo como abismo

Um silêncio a eternizar as horas

E adormecer os sentidos

Um silêncio disforme

A espernear em meu peito

Em dorida agonia

Um silêncio letal

A mutilar o meu corpo

E carregar em segredos

Pedaços de mim

Um silêncio arredio

A quedar minha paz

E revirar ao avesso

Tantas recordações

Um silêncio imortal

A não permitir ao vento

Sequer bater à porta

E murmurar um soneto.