MaisPoesiaPoetas e Poesias

4 Poemas de Edmar Cláudio

Basta! poesia.

Basta! poesia…
Não me atormente
Deixa-me um dia
Não seja inclemente.

Chega de tanto
Sofrer por amor
Quebrou-se o encanto
E o pranto secou.

Vai, poesia, sai por aí
Procura quem queira
Ficar junto a ti
Só não insista
Em me perturbar
Por favor, desista
Já não posso amar!

 

A morte e o poeta

Anda, poeta, tua hora é chegada!
Diz, com escárnio, a morte a sorrir
Larga da pena e da papelada
Tens nessa vida um ato a cumprir!

Pois aos viventes é esperada
A hora triste do seu final
Então desiste dessa empreitada
Dê-me sua mão, caro mortal!

Eu não me entrego! Oh, morte terna!
Eu canto a vida sendo profeta
E minha arte renascerá…
Toda poesia é sempre eterna
Se hoje morro, morre um poeta
E nem a morte me vencerá!

 

Toda poesia

Toda poesia
anuncia
A intenção
da alegria.
Toda poesia
é beleza
Que se extrai
da tristeza.
Toda poesia
ilumina
A escuridão
numa esquina.
Toda poesia
alimenta
A solidão
que se ausenta.
Toda poesia
ofusca
A rima certa, bem feita
Que um dia
tornaria
Uma poesia perfeita.
Toda poesia
reflete
A tormenta
de uma alma
Toda poesia
é confete
Toda poesia me acalma.

 

Ser poeta!

Ser poeta é ser louco,
pois só os loucos acreditam nos homens e não vêem
a maldade como estigma da humanidade.
Ser poeta é ser sonhador, posto que a realidade da vida,
sendo dura e cruel, precisa ser colorida pela fantasias das palavras.
Ser poeta é ser um sofredor que acredita que a própria dor sofrida, quanto mais intensa e dorida, mais reverterá aos versos em emoções verdadeiramente sentidas.
Qual um eterno e apaixonado masoquista, o poeta busca a dor no que é gozo e o regojizo na solidão e no desespero.
Ser poeta é ser um tolo, pois só os tolos vêm o significado da vida no perfume de uma flor, no sorriso de uma criança e nas faces vincadas dos idosos.
Ser poeta é ser um filósofo a buscar explicações simplistas em mistérios indecifráveis.
Ser poeta é ser ecologista, pois precisamos defender a humanidade e a humanidade é a Terra e tudo que nela existe!
Ser poeta é ser enamorado da vida, dos seres e das sensações!
Ser poeta é fazer do amor algo sublime e cultivar a paz e a concórdia entre os homens.
Ser poeta é integrar-se à pessoa amada e, de uma forma plena, colher dessa união todo o êxtase que a paixão oferece.
Ser poeta é reconhecer a perda, a frustração, a traição, a desilusão… e, das cinzas de uma paixão perdida, fazer brotar a esperança de dias melhores nessa vida!

Share:
Edmar Cláudio

Comentários

4 comments

  1. Maria Madalena de Almeida Dantas 4 outubro, 2017 at 22:48

    A poesia salva de todas agruras , possibilitando o mais pobre mortal experimentar os mais diversos sentimentos e transporta-nos a outras culturas,vivenciar emoções que nem sempre correspondem ao seu estado de ânimo, caro poeta!A tristezae a alegria são subjetivas ao que deveras sente! As palavras nos faz sonhar nas mais doces rimas! Parabéns!

Leave a reply