Agenda

Mérito Deífilo Gurgel será entregue a personalidades da cultura potiguar

mg_3945-horz

Nesta quinta-feira, a partir das 19h, a Fundação José Augusto concede a medalha Deífilo Gurgel a personalidades que contribuem para a cultura popular do Rio Grande do Norte. A solenidade será realizada na Pinacoteca do Estado.

Receberão a condecoração o pesquisador Irene Araújo Van den Berg Silva (pela pesquisa sobre o Santuário das Covinhas), o produtor musical José Dias (estudo e divulgação da música potiguar), as pesquisadoras Almir Nogueira, Edna Paiva e Roseli Fernandes (pela publicação do livro “Brinquedos e Brincadeiras Populares”), a teatróloga Maria Isabel Dantas (Teatro Monte do Galo), ao pesquisador Benedito Vasconcelos (Museu do Sertão Mossoró), ao empresário Antônio Gentil (apoio à Casa de Cultura Popular de Campo Grande) e ao cordelista Francisco Martins.

Haverá ainda uma homenagem especial à Zoraide Gurgel, viúva do folclorista Deífilo Gurgel.

Exposição Proclamação da República
Durante a solenidade será aberta a exposição Proclamação da República, constituída por 20 quadros contando a Proclamação da República no Brasil, os motivos da queda do Império Brasileiro, a deposição e exílio da família Imperial e os primeiros acontecimentos republicanos.

Estão à mostra também quadros dos acontecimentos que levaram a adesão do Rio Grande do Norte à causa republicana sob a liderança de Pedro Velho de Albuquerque Maranhão e todos os governos republicanos até o atual com Robinson Faria.

A exposição foi idealizada pelo jornalista Moisés de Lima e pelo artista visual e diretor administrativo da FJA, Iaperi Araújo, que realizou a pesquisa, selecionou textos e fotos.

A exposição tem um cunho essencialmente didático e poderá circular pelas Escolas públicas como forma de informar os jovens estudantes sobre os acontecimentos que culminaram com a queda do regime imperial em 1889.

Iaperi Araújo declarou que a exposição foi motivada pela desinformação dos jovens e a necessidade de difundir conhecimentos históricos nas escolas principalmente pelo fato de vivermos numa República que não tem merecido o culto dos brasileiros nem o sentimento de preservá-la como uma democracia.

A exposição permanecerá aberta no Palacio Potengi até 16 de novembro.

Share:

Comentários

Leave a reply