Uma noite de insurgências memorável

Tácito Costa
DestaqueMúsicaPoesia

Não sei como foi o primeiro sarau Insurgências Poéticas, que homenageou o poeta e jornalista Paulo Augusto quarta-feira da semana passada. Eu gostaria muito de ter ido, sou amigo de Paulo, mas não deu. A segunda edição do evento, nesta quarta, 01/02, foi muito bacana.

Desta vez enfocou os poetas Carmen Vasconcelos e Plínio Sanderson e teve participação musical da cantora Clara Pinheiro, acompanhada do guitarrista Zé Caxangá, que fizeram um show arrebatador, e dos instrumentistas Júlio César e Felipe Erick, encontro de violino e sanfona arretado. E ainda teve uma intervenção da bailarina Rozeane Oliveira. Que noite!

musica2

Muito massa o sarau desses meninos e meninas do grupo Insurgências, Ayrton Alves, Felipe Nunes, Pedro Neto, Thereza Nunes e Thiago Medeiros. Contem com a gente pra ajudar vocês no que pudermos. Vocês não fazem – ainda – idéia da importância do trabalho que estão fazendo.

Mas eu, que acompanho a vida cultural natalense há mais de 30 anos, asseguro-lhe que ele tem tudo para fazer parte da história literária da cidade.

Felizmente, Natal não vive apenas em função dos acontecimentos trágicos de Alcaçuz. Existe muita vida e muita arte em suas ruas, becos e bares. A poesia, a música, a arte, enfim, resistem, apesar de contar com cobertura tímida da mídia hegemônica (principalmente se for programação alternativa).

Para a mídia o que interessa é passar semanas e semanas falando sobre Alcaçuz. É uma desgraça isso! Não é que não devesse falar, mas vamos ficar esticando, requentando esse assunto até o fim do mundo!?

musica1

Por outro lado, o mais animador é que em plena quarta-feira, o Bardallos lotou para ver e ouvir esses artistas renitentes, que seguem em frente apesar de todas as dificuldades. Isso me emociona de verdade.

Confesso que fiquei impressionado com a garra desse pessoal do Insurgências. Sinto, em momentos como os que participei na quarta, renascer em mim a esperança de que, apesar de tudo, um outro mundo é possível, com mais poesia e música.

Share:
Tácito Costa

Comentários

Leave a reply