Italo de Melo Ramalho
PoesiaPoetas e Poesias

Sintoma

  Não desejo senão libertá-la.   Habite: praça picadeiro avenida farmácia universidade   garimpe: livro metáfora metonímia prata diversidade   ...
PoesiaPoetas e Poesias

Farol

À Christina Bielinski Ramalho   Desata o farol sobre as asas que riscam as cosmologias (do espaço e do tempo): ...
MaisPoesia

Gérmen

A jangada escorrega no dorso lí­quido da terra. Serpenteando o pano úmido do templo, vê-se o vaqueiro do mar (lustrado ...
Poetas e Poesias

Sobre os tempos que um homem guarda dentro de um ...

Tempo biográfico   No abismo: uma flor! Parece solta: dispersa. Apenas com sua pétala. Asa. Tecido. Conjunto da carne que ...
LiteraturaMais

Trapézio

  Crê o trapézio sustentar o trapezista e a corda que abraça as perpendiculares, amalgama de lenha e lã continente ...
Mais

O Amor me sequestrou há exatos onze anos

Foi no mural localizado no Centro de Ciências, História, Letras e Artes. Bem pertinho da casa da xerox e da ...
Mais

O cronista é iniciado nos deleites da Ópera renascentista

Conversando em casa sobre ópera e os seus entornos, contornos e retornos artísticos, logo depois de termos assistido a uma ...
LiteraturaPoesia

Colaborador deixa a crônica de lado e traz um poema ...

Poema Inacabado O caule vaza a ascética pira. Estende o grão do fruto em direção ao ouro. (O el-dourado do ...
Geral

A tinta, o caderno e a dádiva

Para d. Terezinha Alves de Melo Ramalho Ao nascer, Deus perguntou-me: “O que queres?”. Sem pestanejar, respondi: “O chão!”. Ele ...
Literatura

Quartos e outros quartos

No açougue literal da vida é assim: nós chegamos e, dependendo da ordem, seguiremos em uma fila a esperar o ...