Agenda

Bardallos Poético traz mix de atrações nesta terça (14)

Sweet Smoke

A partir das 16h, Dia da Poesia terá evento especial no Bardallos Comida & Arte, com bazar, feira e sarau literário, exposição, lançamento de livro e show com Pedro Mendes.

Porque fazer poesia também é compreender a si mesmo

Se existe evento especial para você comemorar o Dia da Poesia, celebrado nesta terça-feira (14), é o Bardallos Poético 2017.

Organizado no bar homônimo, no Centro de Natal, ele oferece uma agenda com início às 16h e término à meia noite. Tem bazar, feira e sarau literário, exposição fotográfica, lançamento de livro e show musical.

Para saber mais sobre esta reunião de artistas de várias vertentes, conversamos com a multiartista Civone Medeiros, mulher ativa no cenário cultural natalense.

Civone

Civone Medeiros organiza Bardallos Poético e é uma das atrações do Sarau Poetiguares.

“Desde 2011 realizamos o libertário e independente Bardallos Poético com o Sarau Potiguares, no 14 de marco, como agenda emblemática das poéticas cotidianas. Um junteiro de Poetas de todas as verves e gerações. Um mix de acontencências artísticas simultâneas e colaborativas. Participações de convidados e presenças espontâneas, sempre no coração pulsante do Centro Histórico de Natal”.

E quem faz parte do mix de atrações?

A partir das 16h, um grito de “Lugar de poesia é na calçada!” será dado na feira livre, com livros, zines, pôsteres, postais e demais artesanias, em frente ao Bardallos.

As 19h, Jeovania P lança o livro Palavras Poéticas, para logo em seguida Pedro Mendes soltar um pocket show que costuma agradar gregos e troianos.

“Esse ano estamos com uma concorrida multiagenda no local, com programações que vão desde encontro de cordéis a lançamentos de livros, pocket shows e discotecagem, além da feira literária. Ainda teremos uma rifa do Balaio Bardallos Poético, um modo de incentivar nossas ações independente e colaborativamente”.

Das 21h em diante, microfone aberto para a poesia potiguar.

Sarau POeTIGUARES

Com discotecagem de Ju Ataíde e microfone livre para toda poesia, Rousi Florcaeté desvela sua poética cantada. Enquanto a própria Civone Medeiros mostra sua poética em viva voz.

Na mesma seção, tem o jovem poeta Leonam Cunha e o lançamento do livro CidaDELAS, com direito a leitura de trechos da publicação.

O Dia da Poesia vem na sequência do Dia Internacional das Mulheres (veja uma série fotográfica especialíssima), mas nem por isso exclusivo de festividades e celebrações.

Civone lembra o árduo cotidiano de quem faz poesia em Natal, cidade autoproclamada uma das mais poéticas do Brasil.

“As efemeridades e datas ‘comemorativas’ incorporadas pelo ‘capetalismo’ não me movem nem me comovem, porém, há sim que celebrar lutas e conquistas que vencem desafios diários. A indústria de eventos institucionais no RN é de se lamentar. Muito eventual e sequencialmente desrespeitosa com quem faz arte e cultura acontecer em nosso Estado. 08 de marco é mais um dia de luta e rememora os desafios pelos quais passamos, nós, mulheres, numa sociedade desigual, omissa, violenta e injusta. Já o 14 de marco é uma data libertária, que celebra nossa Poesia cotidiana. E sim, é apropriada por instituições publicas, que pouco respeitam nosso labor e vida, pois não favorecem em nada uma política pública que valorize nosso mercado literário e arte-educativo, ficando apenas no oba-oba e com uma demora e atraso histórico e indigno no pagamento de cachês e pró-labores aos artistas e Poetas. Uma lástima que se arrasta de gestão à indigestão. Enquanto isso, a poesia e literatura potiguar vive! Pulsante e criativa, atuante e disseminada pelos próprios Poetas e mídias independentes”.

Bardallos PoéticoBardallos Poético 2017

Dia 14 de marco

Local: Bardallos Comida & Arte

Hora: a partir das 16h

Aqui tem a página do Sarau Poetiguares no Facebook.

Share:

Comentários

Leave a reply