Agenda

Domingo (18) tem a IV Maratona Potiguar de Contação de Histórias

IFRN_Dalusinha Avlis.2

Evento organizado pelo IFRN Cidade Alta oferece 54h de interação.

A IV Maratona Potiguar de Contação de Histórias acontece neste domingo (18), às 8h, no IFRN campus Cidade Alta.

Serão 54 horas de uma programação voltada para o público infantil, mães e amantes da literatura. O evento segue até terça-feira (20).

A Maratona conta com a participação de cerca de 500 voluntários, entre eles, poetas, professores, músicos e alunos, e já beneficiou mais de 22 mil pessoas, em todas as edições.

“A moeda de troca é a solidariedade. A cada ano o evento fica duas horas mais extenso, decorrente das novas atividades”, explica a organizadora e idealizadora Daluzinha Avlis.

No primeiro dia da maratona acontece A Noite dos Poetas, em homenagem a Câmara Cascudo, com a participação da Sociedades dos Poetas Vivos e Afins (SPVA) e da Casa do Cordel declamando poemas inspirados nos contos tradicionais do autor.

O evento terá a presença de Daliana Cascudo e do professor Diógenes da Cunha Lima. As apresentações têm início às 19h.

No mesmo dia, a Oficina de Leitura para Bebês, momento dedicado às gestantes e mães com crianças até três anos, abre as atividades da maratona, a partir das 8h.

Já na segunda-feira (19), tem apresentações culturais de maculelê, samba de roda e hip-hop. Mazinho Viana, Regina Casa Forte e O Bando Fabião farão shows musicais.

O dia inicia com a Caminhada da Família Pela Paz, com concentração em frente à Catedral Metropolitana de Natal. Dois outros cortejos saem da Igreja do Galo e da Igreja do Rosário, com destino ao IFRN campus Cidade Alta.

IFRN_Joanisa Prates_Fotec

Fotografia: Joanisa Prates/Fotec

IV Maratona Potiguar de Contação de Histórias

Entre 18 e 20 de março

No IFRN Campus Natal – Cidade Alta

Share:

Comentários

1 comment

  1. Maurilio Soares 17 março, 2018 at 12:44

    Esse termo “contação de histórias” é horroroso! Não existe a palavra.
    Além do mais é cacofônico pra dedéu!
    Porque não “narração de histórias”?
    Aí, sim! …

Leave a reply