Filme potiguar “Boi de Prata” vira tese acadêmica

Tácito Costa
AudiovisualDestaque

A publicitária e – agora – historiadora Flávia Assaf entregará à UFRN nesta segunda-feira, 31, a sua tese de mestrado “Boi de Prata: política e cultura na estreia do Sertão do Seridó no cinema terceiro-mundista brasileiro (1970-1980)”. Resgate oportuno sobre este filme que ganhou contornos de cult com o passar dos anos.

Em setembro, ela defende o trabalho, que – ótima notícia – será lançado em livro mais a frente, depois de passar por ajustes e se livrar da camisa de força acadêmica. Trata-se da primeira tese acadêmica sobre o filme “Boi de Prata”. Dirigido por Augusto Ribeiro Júnior, com Lenício Queiroga e Luíza Maranhão, foi o segundo longa rodado no RN.

boi de prata caicó

Fiquei em dúvida se era o primeiro ou o segundo rodado no estado. Fiz uma rápida pesquisa através do Google e em uma matéria da Tribuna aparecia como o primeiro (aqui) e em outro texto (aqui) como o segundo. Consultei Flávia que me esclareceu. “Boi de Prata” é o segundo. O primeiro foi “Jesuíno Brilhante” (1972), que teve como diretor William Cobbet.

“O filme de Cobbett veio com toda a produção de fora e Boi de Prata teve atores e técnicos do Nordeste e muitos daqui. Walter Carvalho, PB na direção de fotografia, José Marinho, PB, ator, Fátima Barreto e Álvaro Guimarães, atores, BA, Lenício Queiroga – ator, RN, Amaro Lima – maquiador, RN, Jaime Lúcio – cenógrafo RN, Núbia Lima – Assistente de diretor e aderecista, do RN”, acrescentou Flávia, lembrando ainda da trilha sonora feita pelo grande Mirabô Dantas.

Em entrevista à revista Filme Cultura (nº. 33, maio de 1979), Augusto Ribeiro Jr. falou sobre Boi de Prata: “A história impressiona muito menos do que o caráter visual e pictórico do filme. Tentei dessacralizar a palavra através de uma estrutura visual. Por isso, o filme não tem muitos diálogos”.

Jesuíno pode ser assistido no Youtube. Não achei Boi de Prata.

https://www.youtube.com/watch?v=nKh4s3XHGRE

 

 

Share:
Tácito Costa

Comentários

Leave a reply