Grupo Casuarina: Da Lapa para o carnaval de Natal

Sheyla Azevedo
DestaqueMúsica

Grupo da nova geração de sambistas do Rio faz show no Polo das Rocas na próxima terça-feira (28) com repertório que vai do samba clássico ao de enredo das escolas, representativo de 16 anos de carreira, sete discos gravados e dois DVD´s

Fotografia de capa: Grupo Casuarina em Toulouse, na França

Desde o inicio, uma história paralela ao processo de revitalizacão do tradicional bairro carioca

Eles começaram a tocar na Lapa (veja documentário sobre o famoso bairro), reduto do samba carioca, no início do processo de revitalização daquele lugar, transformado no espaço mais democrático da zona sul e zona norte do Rio de Janeiro, com pessoas de todas as cores, nativos e turistas se misturando para ouvir o gênero musical mais carioca e ao mesmo tempo mais brasileiro que existe, disseminado por todas as regiões e com matrizes de todas elas também.

A gente tá falando do Grupo Casuarina, formado por Daniel Montes (violão de 7 cordas), Gabriel Azevedo (pandeiro e voz), João Cavalcanti (tantan e voz), João Fernando (bandolim) e Rafael Freire (cavaquinho) que vem à Natal pela segunda vez, para apresentar no Carnaval no Polo das Rocas, a partir das 22h, na próxima terça-feira (28).

Grupo Casuarina.2

Grupo é formado por Daniel Montes (violão de 7 cordas), Gabriel Azevedo (pandeiro e voz), João Cavalcanti (tantan e voz), João Fernando (bandolim) e Rafael Freire (cavaquinho)

Nova geração do samba

Os meninos do Casuarina são considerados da ‘nova geração’ de sambistas, porque fazem parte da safra de cantores e grupos como Tereza Cristina, Anjos da Lua e Eduardo Galloti, dentre outros, que começaram a se apresentar na Lapa, a partir dos anos 2000.

De lá para cá, são 16 anos de carreira, sete discos gravados e dois DVD´s. O nome do Grupo vem pelo fato de que eles ensaiavam na Rua Casuarina, em Humaitá, nos idos dos anos 2001, onde ficava a casa de um deles.

O integrante João Cavalcanti, em entrevista para o programa Ensaio da TV Cultura, disse que eles já se conheciam, mas depois de entrarem para uma faculdade de música no Rio, começaram a participar de Saraus. Nesses eventos eles resolveram apresentar samba e viram que tinham muito a ver com o que queriam fazer.

Filho de Lenine, ele se diverte quando afirmam que escolheu um “caminho diferente do pai”, grande cantor pernambucano:

“Meu pai é o primeiro sambista com o qual eu tive contato. As pessoas me perguntam quais são minhas influências e comentam ‘que bom que você faz parte de um grupo de samba, escolheu um caminho diferente do seu pai’. Bom, meu pai me contava uma história e isso foi referendado pela Beth (Carvalho) – porque eu achava que era meio lorota dele – que em 1979 quando ele veio par ao Rio, antes de eu nascer, ele foi levado ao Cacique (Cacique de Ramos é considerada a roda de samba mais badalada do Rio de Janeiro), e lá, de peito aberto como ele é de costume, começou a versar, sem o menor pudor, não fazia ideia de onde ele estava. Atualmente o Cacique é essa entidade, mas naquela época era algo que estava se construindo. Meu pai é um excelente sambista”.

Crédito: Ramon Moreira/Divulgação. Gabriel Azevedo, um dos vocalistas do Casuarina.

Gabriel Azevedo, um dos vocalistas do Casuarina. Foto: Ramon Moreira.

Como será o show do Grupo Casuarina em Natal

Para Gabriel Azevedo, um dos que fica na linha de frente do grupo, cantando o repertório, há diferenças marcantes em se apresentar em shows mais intimistas, como nas rodas de samba, e um grande público, como é o caso do Carnaval.

“Realmente é muito diferente tocar para um público pequeno, num clima mais intimista, e nesses grandes eventos. Mas já estamos acostumados com isso, afinal são 16 anos de carreira, onde encaramos um pouco de tudo, sempre levantando a bandeira do samba. No caso desse show de Natal, como é no carnaval, faremos um repertório mais animado, pro povo não ficar muito tempo parado. E no final, tocamos especialmente uma seleção de antigos sambas-enredo de escolas cariocas, um apanhado de sucessos para celebrar o carnaval”.

Grupo Casuarina.3

Diogo Nogueira e Beth Carvalho são parceiros musicais do Casuarina

Trajetória de sucesso e boas parcerias

Ao longo dessa trajetória, o grupo teve a honra de receber em seu palco artistas como Alcione, Almir Guineto, Arlindo Cruz, Baby do Brasil, Beth Carvalho, BNegão, Delcio Carvalho, Diogo Nogueira, Dudu Nobre, Elza Soares, Gabriel o Pensador, Hamilton de Holanda, Leila Pinheiro, Lenine, Luis Carlos da Vila, Maria Rita, Monarco, Moraes Moreira, Nei Lopes, Nelson Sargento, Pedro Luis, Roberta Sá, Roberto Silva, Sandra de Sá, Teresa Cristina, Walter Alfaiate, Wilson Moreira, Yamandu Costa e Zélia Duncan, dentre outros.

Share:
Sheyla Azevedo

Comentários

Leave a reply