Mindless quebra barreira do preconceito com cerveja em lata

Breno Machado
GastronomiaMais

Desde o nosso primeiro bate-papo, falamos que desbravar o universo das cervejas especiais era entrar em confronto com certas crenças que defendíamos com unhas e dentes até percebermos que são muitas vezes discursos arraigados em nosso cotidiano cervejeiro e que, sem motivo aparente, se tornaram verdades inquestionáveis.

Uma dessas verdades orbita no campo do envase da cerveja.

E a que fala que cerveja em garrafa é a melhor que existe, porque em lata ela esquenta fácil e “pega gosto” do recipiente metálico, deixando o sabor ruim.

Mas, confrade… será que é isso mesmo? Durante esses meses a gente já mexeu com muitas convicções suas. Vamos mexer agora com mais essa.

Veneno da lata

Vamos profanar nossa conversa por alguns minutos e esquecer que estamos falando de cerveja.

Finjamos que exista uma bebida nova no mercado, e que os especialistas dessa novidade preconizam que, para uma experiência sensorial completa dela, é preciso que sejam cumpridos os seguintes requisitos:

Midless dogma

“Se uma cerveja que você está tomando em lata não lhe agrada, é provável que a culpa seja mais da cerveja do que da lata”

a) O líquido precisa ter sofrido pouca ou nenhuma incidência de luz solar sobre ele;

b) Precisa ter sido transportado com o máximo de vedação até chegar ao seu copo, para que não entre em contato com o oxigênio;

c) É necessário que seja transportado com o mínimo de choque mecânico entre um vasilhame e outro.

Supondo que as condições em que você submeteu essa nova bebida são as mesmas, confrade, responda com franqueza: você a envasaria preferencialmente em uma garrafa de vidro ou em uma lata de alumínio?

A resposta parece mais fácil de ser respondida desse jeito, não?

“Ah, mas a lata esquenta mais rápido”, o confrade pode questionar.

Midless dogma.2

Cerveja em lata esquenta fácil e pega gosto do alumínio?

Essa assertiva perde o chão quando sabemos que:

1) Beber cervejas especiais direto do vasilhame, seja lata ou garrafa, não é a melhor maneira de se obter uma experiência completa de olfato ou paladar; e

2) O ganho de temperatura, dependendo do estilo, é um fator não apenas natural, como também é desejado, principalmente em cervejas escuras. Tomar uma Stout, Barley Wine ou Imperial IPA estupidamente geladas é, por assim dizer, um dos casos mais apropriados do uso do termo “estupidamente”.

“Não tem discussão: o gosto de uma para a outra muda, sim!”. E pode até ser verdade. Mas o recipiente está sendo injustamente penalizado.

Se uma cerveja que você está tomando em lata não lhe agrada, é provável que a culpa seja mais da cerveja do que da lata.

Notas

Uma prova de que as latas de alumínio são a melhor maneira de se acondicionar cerveja é o crescente número de cervejas artesanais em lata lançadas no Brasil.

Midless dogma.3

Lata aumenta aroma lupulado; Midless tem dry hopping

Um dos mais recentes (e incríveis) exemplos é a Mindless, uma American Blonde Ale da Dogma.

Como é comum ao estilo, idealizado ao fim da década de 1980 nos Estados Unidos, ela possui coloração amarelo-ouro, embora seja um pouco mais turva que os rótulos clássicos; teor alcoólico relativamente baixo, espuma branca e cremosa; pouca presença de malte e corpo leve.

O ‘exagero’ nesse rótulo específico é a alta carga de dry hopping, o que dá uma alta marcação de lúpulo no aroma, mas que ainda deixa o gole bem suave.

O fato de ser envasada em lata deixa essa característica ainda mais presente. Portanto, esqueça essa frescura e tire suas próprias conclusões!

Ein prosit!

Já conhece a Mindless? Ficou com vontade de conhecer, ou provou depois de ler nossa coluna? Tem dicas de lugares para encontrá-la, ou de alguma harmonização interessante? Não deixe de postar seu comentário neste nosso espaço de divulgação da cultura cervejeira.

Midless dogma.4E então, que cerveja é essa?

Nome: Mindless

Cervejaria: Dogma

País de origem: Brasil

Estilo: American Blond Ale

Álcool: 4,2% ABV

Harmonização: Churrasco, caldo de sururu, bolinho de bacalhau.

Temperatura ideal: 5 -7 °C

Copo: Tulipa

Média de preço: R$ 30 – 40 (Lata de 473 ml)

Onde encontrar: Em lojas e pubs que ofereçam cervejas especiais.

Share:
Breno Machado

Comentários

Leave a reply