Quando ouço falar em cultura saco Alexandre Frota

Tácito Costa
CulturaDestaque

“Se você quer me ver presidente um dia, eu quero te ver ministro da Cultura, já imaginou, cara?”, diz rindo o pré-candidato à presidência da República, Jair Bolsonaro, ao ator Alexandre Frota, em vídeo que circulou esta semana.

Em não vi graça no vídeo Também não me surpreendi com a fala do presidenciável. Depois de todas as palavras e atitudes ensandecidas dele nos últimos tempos, nada de ruim que venha deste homem me espanta mais.

Frota é aquele ex-ator pornô, que resolveu entrar para a política. Tudo a ver a identificação intelectual entre os dois. É a renovação política à brasileira!

Assistindo ao vídeo, alguém pode pensar que o ex-militar está brincando ou fazendo mais uma das suas bravatas costumeiras. Pior é que não está.

O que pode se esperar de um tosco? Bolsonaro despreza a arte e os artistas, poetas, escritores, intelectuais. Claro, a recíproca é verdadeira. Salvo doentias exceções.

Desprezo estendido à pluralidade, minorias, mulheres, direitos humanos, índios, pretos e pobres. À inteligência, sobretudo.

Se tivesse algum conhecimento, é bem provável que o ex-capitão vomitasse a famosa citação, “Quando ouço a palavra cultura, saco logo meu revólver”, atribuída ao líder nazista Hermann Goering, mas que na verdade é uma passagem da peça Schlageter (1933), de Hanns Johst, teatrólogo nazista.

Pesquisas recentes mostram que as ideias fascistas do ex-capitão do exército encontram apoio entre os mais ricos e escolarizados. Escolarizado não significa politizado. Graduação acadêmica não torna ninguém menos ignorante politicamente.

Conheço profissionais nas mais diversas áreas (humanas, saúde, exatas…), com especializações e títulos, que recomendo os caros serviços deles sem medo. Mas, politicamente são uns ignorantes. Alguns, fascistas assumidos.

Certamente que se chegasse ao poder Bolsonaro trocaria o Ministério da Cultura pelo Ministério de Moral e Cívica ou Ministério da Bala ou ainda Ministério da Bíblia e da Bala. Por paradoxal que pareça as bancadas parlamentares da bala e da bíblia no Congresso defendem praticamente as mesmas bandeiras.

O Brasil esculhamba mesmo tudo. Aqui o liberalismo anda de mãozinhas dadas com as igrejas neo-pentecostais, numa simbiose esdrúxula, que faria corar os pais fundadores desta corrente filosófica.

Share:
Tácito Costa

Comentários

5 comments

  1. RITA VIEIRA - jornalista 31 março, 2018 at 15:49

    MEU FILHO ESPIRITUAL – POIS SOU UMA VELHA – VOCÊ É A MENTE MAIS LÚCIDA DO RN.
    PARABÉNS!!!
    BEIJO MATERNO DAQUI NO RIO.
    RITA E FAMÍLIA

  2. JUCA BALA 7 1 abril, 2018 at 21:37

    belo apoio
    e testemunho da dona Rita – Rio

    vc é muito consciente, mano !!!!

  3. coronel Antonio 2 abril, 2018 at 13:04

    TÁCITO, VC É NOTA 1,OOO !!!
    COM A GRAÇA DE DEUS NUNCA FUI DE DIREITA NEM SEREI. FUI AMIGO ÍNTIMO DE DOM HELDER CÂMARA.
    BOLSONARO É UMA MERDA.
    ABRAÇÃO PARA TODOS-AS DO S.P.

  4. DR. ITAMAR E ESPOSA 2 abril, 2018 at 16:28

    Tácito, parabéns de coração, meu jornalista predileto
    Abraço do tamanho do Brasil

    Seu
    Dr. Itamar e esposa

  5. Menina Linda 3 abril, 2018 at 15:11

    passo por um período de depressão terrível.
    sabe onde eu alimento minha alma??? aí em vocês.
    lágrimas rolam no meu rosto…
    congratulações pelo artigo – crítico – de Tácito, que é sempre brilhante!
    notícias de Urbano Medeiros? doente? fora do Brasil??
    beijos

Leave a reply