Poesia

“Senhorinhas Nordestinas” (Feliz Dia da Mulher)

cordel1

Arte: J. Borges

Me libertei das bonecas cedo,
quando me deparei em desenhar muito
Criar personagens nas rimas de Maria Bonita
Me libertei cedo dos costumes Paulista
E conheci a Paraíba aos 18 anos,
A Bahia anos atrás.
Vivendo em solo potiguar
Eu fiz o caminho contrário dos Retirantes
E lá me Retirei no jeito faceiro
Tantos Pernambucos no fim da tarde
As mulheres fortes feito mãezinha aqui
Santinhas e Marias,
que bordavam o sertão para mim
Contavam suas vidas
versos com jeitinho simples
E quando de lá eu parti,
Elas ainda me entoam orações
e eu as recebo
Na mesma Ave Maria
Lembrando de seus tercinhos
Trançados entre as mãos
Na fé no cair do dia.

Cintia Gushi
*Autora, licenciada em Letras e Pôs Graduada pelo Depto de Educação UFRN, funcionaria pública da Secretaria de Educação São Paulo. Atualmente, organiza posts poéticos em redes sociais.

Share:

Comentários

Leave a reply