AgendaArtes VisuaisPoesia

Últimos dias da exposição “Genealogia Poética”, de Civone Medeiros

Civone Medeiros_Clarissa Felipe

Exposição “Genealogia Poética das Escrituras Sangradas”, de Civone Medeiros, estará em Nalva Melo Café Salão até dia 02 de dezembro.

Imagem de capa: Clarissa Felipe

Quase um ano depois da abertura, a exposição Genealogia Poética das Escrituras Sangradas, de Civone Medeiros, está em seus últimos dias em Nalva Melo Café Salão.

A mostra está indicada pela segunda vez seguida ao Troféu Cultura (venceu em 2016), na categoria Artes Visuais, o que revela a força da multiartista potiguar em diversos suportes e linguagens.

São telas, objetos, peças, retalhos, molduras, frases, poemas, fragmentos de poesias cujo cerne é o amor.

Arte contemporânea, poética urbana, Civone explora textos, poemas e frases avessas ao imediatismo, e atentas ao porvir.

Nalva

Nalva Melo Café Salão é também um dos principais centros culturais de Natal. “Inúmeros poemas meus nasceram lá”.

Cada instalação revela encantos de uma artista que propõe viver da arte e para a arte. Civone é poeta, mas imprime seu ser nas paisagens e fronteiras do território pessoal.

Na temporada em que a exposição ficou aberta, Civone Medeiros fez constantes inserções na estrutura da exposição e alterou parte da proposta inicial.

“Em princípio, era para ser três meses. E todas as vezes que visito o espaço, altero a formatação. Inicialmente, o plano era expor palavras, poéticas visuais. Com o tempo fui caotizando e colorindo tudo. Virou um grande experimento, em que tive inúmeras vivências e interações com os próprios eventos que aconteceram durante o ano por lá. Foram muitos aprendizados”.

A influência do ambiente

A proposta de Civone é no conceito de site-specific, o que vem a ser um projeto artístico planejado de acordo com o ambiente ao qual ele está inserido –  daí a importância do Nalva Melo Café Salão, na Ribeira natalese.

“Eu sou uma artista da casa. Inúmeros poemas meus nasceram lá. Muitas obras e acontecimentos. É um ninho, porto, lar. Quase tudo de mais relevante meu brotou lá. Ela [Nalva] é como uma Irmã de Alma, minha maior parceira. Minha primeira expo solo em 1998. O primeiro livro em 1999. O segundo livro em 2009. A primeira coleção de produtos criativos também em 2009. E inúmeros outros projeto”, diz Civone.

Civone Medeiros.expo.3

Desde 1998, Civone Medeiros tem parceria com Nalva Melo.

Genealogia Poética das Escrituras Sangradas, de Civone Medeiros

Local: Nalva Melo Café Salão, Av. Duque de Caxias, 110 – Ribeira.

Horário: Até 02/12, de seg.a sáb, das 09h às 18h

Entrada gratuita

Mais informações: (84) 32121655 | ateliercimbrasil@gmail.com

 

Share:

Comentários

Leave a reply