Geral

Verso, reverso e anverso de uma história

Carne

A história que pode mudar o curso e o rumo da história

O caso da Polícia Federal com investigação nos frigoríficos vem dominando os espaços dos noticiários, bem como as gozações, na internet, em redes sociais, Um instrumento de sobrevivência dos brasileiros, ao fazer piadas com coisas sérias.

Carnes alteradas, adulteradas, misturadas e contaminadas chegam à mesa dos consumidores. E as marcas mais famosas estão na lista das envolvidas, por participarem de grupos aglomerados. O mesmo se dá com o leite, que com adição de produtos químicos equilibrando seu Ph, voltam ao mercado depois de azedos ou estragados. E nos faz lembrar uma revolta dos bichos.

Sabotadores e adulteradores, donos e acionistas de frigoríficos, ainda podem argumentar que são veganos e vegetarianos convictos. Defensores de uma minoria desprezada, criada para consumo das elites, pagando qualquer preço por um bife. Contaminaram carnes e derivados, tal como homens bombas ou kamikazes em nome de uma causa. A abominação de um consumo de seres animais.

Pelo olhar das leis e das condições sanitárias, os sabotadores em nome do lucro são culpados e responsáveis, pelo ato de tentativa de extermínio da sociedade, com atos inescrupulosos de inserir elementos nocivos elencados pelas leis sanitárias e regras de saúde e higiene. Não importa a interpretação de crime ativo ou passivo. O lucro era o argumento maior, em seus atos premeditados com produtos adicionados. Química ou papelão não foram ingredientes de um acaso.

Pelo olhar do futuro do mundo, seus atos condenáveis podem mudar um comportamento, seja da redução à extinção do hábito de consumo de alimentos de origem animal. A redução ou ausência de animais para consumo, reduziria uma necessidade de grandes áreas plantadas com milho e soja, destinados unicamente a produção de ração animal. E consequente redução no consumo de água. As terras disponíveis serviriam ao plantio de vegetais para consumo de humanos e animais domésticos.

Alimentar-se de animais é uma prática primitiva, que ainda não foi abandonada pelo homem atual.

Um churrasco em churrascaria ou no espaço gourmet de uma casa é como o homem urbano relembra seus hábitos primitivos na selva. Voltar para casa com um pedaço de carne ou um frango assado é o mesmo ato de voltar para a caverna ou abrigo com uma caça, Atos e comportamentos de acordo com a época.

Share:

Comentários

Leave a reply