Geral

Vinte e um gramas

depressao

Em 1907, o médico norte-americano Duncan MacDougall realizou um experimento para provar que quando alguém morre perde, imediatamente, 21 gramas de seu peso. Para ele, seria esta a prova de que a alma habita o corpo humano e que se desprende dele quando a vida acaba.

Vinte e um é um número que me instiga muito. Por várias vezes, já me vi em situações inexplicáveis em que estes dois dígitos apareceram de forma surpreendente em minhas mãos. Parece que eles sempre estão a nos rodear, mesmo que não o percebamos.

Mas vou além de MacDougall para sugerir, de forma empírica e filosófica, que não é preciso morrer biologicamente para perdermos as 21 gramas de energia que nos habita o corpo.

Perdemos 21 gramas quando não realizamos um objetivo e nos tornamos mortais ao ponto de sofrer a dor da morte. Quando deixamos escapar, entre os dedos, o fumo leve que sai de nossos pulmões; quando as palavras não são suficientes e precisamos acordar no dia seguinte sem a concretização do ato. Sem uma nova decisão.

Morremos muitas vezes em nossas vidas, mas apenas algumas mortes nos fazem perder 21 gramas.

Share:

Comentários

Leave a reply