Crônicas e Artigos

Viva o Capitalismo!

feirinha

Arte: Feirinha. Irene

Não somos uma humanidade, no Universo. Não somos um povo, no Brasil. Somos, no mundo, a pré-humanidade. Somos, no Brasil, um pré-povo. E no mundo dos “pré” não há lugar para a igualdade, fraternidade, humanidade. Há de se viver na emulação dos ratos. Na ganância que exalta os “vencedores”, na violência que sustenta o domínio, na antropofagia que não distingue coração de tripas. Tudo vale no vale tudo. E num quadro dessa natureza, que se diz evolução ao feudalismo, só um regime sobrevive: o Capitalismo. Mesmo que explore mais do que eram explorados os servos, mesmo que mate mais do que matava a barbárie. E quem ousar imitá-lo, na barbárie ou exploração, mas que seja de outra denominação teórica, será o bandido-mor. E os crimes praticados por inimigos do capitalismo sejam edificados à condição de brutais, desde que os crimes brutais do capitalismo sejam apenas pequenos desvios do percurso da Pré-democracia!

Share:

Comentários

Leave a reply