Natal ganhará um anfiteatro para manifestações culturais e políticas

Destaque

O anfiteatro mais ativo de Natal está localizado na UFRN, à margem da BR 101 – palco para espetáculos e shows grandiosos, a lembrar os autos de natal, as edições do Domingo na Praça, as apresentações do Natal em Natal ou a programação da SBPC promovida pela própria Universidade.

E será também no espaço da universidade federal do Estado potiguar a construção de mais um anfiteatro em Natal, precisamente no Setor 2, que abriga, entre outros, os cursos de Filosofia, História e Letras e onde se concentra o maior contingente de alunos da UFRN.

Se o maior foi pensado para receber os grandes eventos da universidade e exige complexa infraestrutura (som, luz, segurança, desvio do tráfego, etc.), este segundo poderá ser palco de pequenas apresentações, manifestações culturais e políticas, palestras, debates, bate-papos, ou simplesmente um local reservado para conversar ou descansar.

Este será o quinto anfiteatro do Campus da UFRN. Além do maior na Praça Cívica, mais afastado do fluxo de alunos, há um semi-aberto localizado no Departamento de Artes, e outros dois, fechados, que ficam no Centro de Ciências Exatas e da Terra.

Se o anfiteatro maior foi construído na década de 1970 para 5 mil pessoas, no projeto do anfiteatro do Setor 2 consta uma área construída de 280 m², sendo 50 m² a área do palco. A capacidade é para 150 pessoas sentadas. O orçamento previsto é de R$ 189.885,17 e a previsão de entrega do novo equipamento é no primeiro semestre de 2017.

Concebido em 2010, o projeto se consolida na atual gestão do Centro sob o comando da professora Maria das Graças Soares e do professor Sebastião Faustino Pereira Filho. Os recursos para a construção desse empreendimento são da conta única da UFRN, de onde o CCHLA recebe um valor determinado destinado a despesas comuns do Centro.

Segundo o arquiteto Daniel Macedo, a obra terá uma forma típica de anfiteatro, que foi projetado para ser totalmente acessível e ficará atrás dos prédios dos Centros Acadêmicos.

Esse anfiteatro integra o projeto de reurbanização do Setor 2, parcialmente finalizado. O projeto começou a ser pensado em 2008 pelo então diretor do CCHLA, o professor e também arquiteto Márcio Valença, e pelo arquiteto da Superintendência de Infraestrutura da UFRN, Ronald Raniero. Com a saída de Ronald da UFRN, Daniel Macedo foi designado para continuar e finalizar o projeto de reurbanização.

Share:

Comentários

Leave a reply