Agenda

II Salão Dorian Gray, em Mossoró, exibe 300 obras

alampião1

As mais diversas linguagens visuais produzidas no Rio Grande do Norte estarão reunidas no II Salão Dorian Gray de Artes Visuais, a partir de 15 de junho, às 18h, no Fórum das Artes, em Mossoró, que nesta edição homenageia os 90 anos da resistência da cidade ao ataque do bando de Lampião.

A solenidade de abertura será marcada pelo lançamento da edição especial da revista “Nós do RN”, produzida pelo Governo do Estado, que analisa as artes visuais potiguares e exibe o catálogo com as obras participantes do salão.

alampião3

A coletiva é promovida pela Sociedade Amigos da Pinacoteca (SAP), entidade sem fins lucrativos, que abriu seleção às obras de arte para exposição e venda, nas categorias desenho, pintura, escultura, gravura, fotografia, arte digital, imagem em movimento e performance. Na vernissage haverá premiação aos melhores trabalhos do Salão. Um total de 150 artistas norte-rio-grandenses foram selecionados para apresentarem cerca de 300 obras que estarão à disposição do público.

alampião2
A exposição segue na capital mossoroense até 15 de setembro e tem o apoio do Governo do Estado, Tribunal de Justiça, que cedeu a Fórum das Artes; a UERN, responsável por mesas redondas e cerimônia; Prefeitura de Mossoró e Câmara Municipal de Mossoró, que organizaram a recepção do evento; e o deputado federal Beto Rosado, que ofereceu o Prêmio-Aquisição para dez obras de arte no valor individual de R$ 700.

O Salão estará aberto ao público às terças e quartas, de 8 às 17h, e de quinta a domingo até as 20h.

lami

Nós do RN e o Estado da Arte

Um dos pontos altos da cerimônia de abertura será o lançamento da edição especial da Revista “Nos do RN”, que abre espaço para as artes visuais do RN e exibe o catálogo das obras participantes do Salão. Em 44 páginas são apresentados, ensaios, artigos e críticas sobre temas que tratam o “estado da arte” potiguar em seus vários estilos e aspectos. Os textos são assinados por colaboradores especializados como o marchand Antônio Marques, o advogado Armando Holanda, o cineasta Augusto Lula, os jornalistas Cid Augusto e Sérgio Vilar, os artistas visuais Iaperi Araújo e Sayonara Pinheiro e os professores Márcio de Lima Dantas, Everardo Ramos e Tatyana Mabel e Isaura Rosado.

A revista foi produzida através da gestão da diretora geral do Departamento Estadual de Imprensa (DEI), Suzy Noronha e apoio da secretária de Comunicação Social do RN, Juliska Azevedo. Teve a edição dos jornalistas José de Paiva Rebouças e Moisés de Lima e diagramação de Thalles Florêncio e Thelmo Felipe.

Celebração aos heróis da resistência

O II Salão Dorian Gray ocorre dentro das celebrações dos 90 anos de resistência do povo mossoroense ao ataque do bando de Lampião. Promovido por entidades como a Sociedade Brasileira do Cangaço (SBEC) e Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN). A programação segue até dia 20 de junho com vários eventos que serão realizados no Fórum das Artes.

As atividades começou no dia 9 de junho com a realização do Júri Simulado do Cangaceiro Jararaca, com a participação do juiz Bruno Valério e dos advogados Diógenes da Cunha Lima e Honório Medeiros.

No dia 12 às 8h, está marcada uma capacitação de guias para apresentarem o Salão Dorian Gray às escolas e público em geral durante o período da exposição.

Dia 13 às 16h, ocorre a conferência “O Subjetivismo da Realidade na Tela: a Marca de Lampião e seu Caminho para Mossoró”, a cargo de Silvio Coutinho, diretor do documentário “Chapéu Estrelado”, que narra a presença de Lampião no RN em 1927.

“Chapéu Estrelado” foi realizado em maio de 2016 na região Oeste do RN, Ceará e Paraíba com registro de depoimentos de familiares dos moradores da região que testemunharam a passagem dos cangaceiros de Lampião em 1927. A filmagem começou em Aurora no Ceará onde Lampião encontrou-se com Massilom para juntos tramarem o assalto a Mossoró.

Revista Oeste visita guiada

Ainda no dia 13 partir das 19h, será realizada a sessão solene da SBEC em homenagem aos heróis da resistência com o lançamento da Revista Oeste, do Instituto Cultural do Oeste Potiguar (ICOP); a apresentação da súmula do júri de Jararaca e um debate sobre a produção do documentário “80 Anos da Morte de Lampião”, de Aderbal Nogueira. Na oportunidade haverá a premiação do II Salão Dorian Gray de Arte Potiguar.

No dia 14, a programação segue a partir das 8h com a visita guiada com arte educadores coordenada pela professora Geruza Câmara, destinada a escolas municipais e particulares. Às 10h está programada a roda de conversa “Artes Visuais: Ato Criativo”, entre os artistas Clarissa Torres, Vicente Vitoriano, Nôra Aires, Pacífico Medeiros, Alcivan Marcelo e Dione Caldas, seguida pela apresentação artística do grupo Xaxado, do Programa Mais Educação.

Encerrando as comemorações no dia 20 será realizada a mesa redonda “Mossoró Celebra os 90 Anos de Resistência”, com a participação dos pesquisadores Márcio de Lima Falcão, Lemuel Rodrigues e Francisco Linhares Neto. A promoção do debate é do Departamento de História da UERN, através da Pro-reitoria de Extensão.

Share:

Comentários

Leave a reply