Belchior, como nossos pais

João da Mata
Destaque

Me abrace e me beije bem devagar pra eu ter tempo de me apaixonar… Belchior

Quando morre um homem ficamos menor. Quando um artista como Belchior morre perdemos os contornos da existência. Belchior, foi o cantor cronista da minha geração. Num tempo em que desesperávamos. Foi com medo de avião que fui morar em São Paulo na década de 70. Suas músicas me embalavam e confortavam. Ele era o meu cantor conterrâneo. Segurando sua mão atravessei crepúsculos dessa triste comédia humana. Seu legado fica. Suas músicas são hinos. Foi bom viver com você. Foi bom ter você como menestrel desse triste país que lhe deixou morrer como um desaparecido. Ainda bem que tinhas a companhia dos livros. E AQUELA TRADUÇÃO DA Divina Comédia?

Belchior não cuidava dos filhos, foi o que ouvi nos últimos dias.

bel2

É sempre assim, não existe unanimidade. Billy Wilder citava uma frase que não é dele: ninguém é perfeito. Um dos maiores artistas do Brasil morre e antes de descer à cova, foi um péssimo pai. Rousseau também. Melhor você que é perfeito ir cuidar dos seus, e deixar uma obra. Nas velas do Mucuripe carrego minhas saudades de um irmão que cantou as minhas dores mágoas. Seguro na tua mão Belchior, e levarei sua mensagem pra águas fundas do mar da lembrança. A maior cantora do Brasil, Elis Regina, te revelou para o mundo com Velha Roupa Colorida e Como Nossos Pais. Muitas de suas músicas eu preferia com sua voz anasalada e aquele bigode que cantava e encantava.

Todo Sujo de Batom, também me sinto um “cara tão sentimental”. E numa paralela: “No Corcovado quem abre os braços sou eu.”

Muito obrigado querido por ter cantado meus dias tristes de um país anda sombrio. Nossos ídolos morreram e você nos deixa mais desamparado.

O compositor Nonato Luiz o homenageou:
https://www.youtube.com/watch?v=1CoSnNze4n4

ps: A Morte Física

A morte é a única certeza. A meta final. Um descanso ao navegar nas águas turbulentas da vida. Um portal para outra dimensão nem que seja das lembranças. Ela é o coroamento da vida. Só é imortal quem morre. Foi preciso você morrer para que muitos soubessem de sua genialidade. Um dos maiores poetas da poesia brasileira.

Share:
João da Mata

Comentários

2 comments

  1. Maria Aparecida Anunciata Bacci 3 maio, 2017 at 15:11

    Bela homenagem João da Mata, Belchior inegavelmente embalou a vida e sonhos de muitas pessoas ,um grande poeta e musico,realmente ficamos um pouco mais tristes e menor sem ele.

  2. João da Mata
    João da Mata 3 maio, 2017 at 21:15

    Obrigado Maria Bacci, pela leitura sempre atenciosa e carinhosa. Te agradeço, sempre.

Leave a reply