CÂMERA NA MALA: São Petersburgo, Rússia – Uma cidade imperial

Alex Gurgel
DestaqueFotografia

A convite do amigo e jornalista Sérgio Vilar, resolvi mostrar um pouco de alguns pontos turísticos interessantes pelo mundo. O espaço das minhas narrativas de viagens se chamará “Câmara na Mala” e será publicada aos domingos, que é um bom dia para os viajantes relaxarem enquanto planejam seu próximo destino. Vou sugerir lugares para se fotografar, curtir e absorver muita história.

Minha primeira dica de viagem é a cidade russa de São Petersburgo, que já se chamou Leningrado e Stalingrado em época da União Soviética, além de ser a segunda maior cidade da Rússia, um dos países mais incríveis do mundo. São Petersburgo também é conhecida como uma das cidades mais bonitas da Europa e capital cultural da Rússia. Embora pouca gente na cidade fale inglês, principalmente as pessoas mais idosas, uma parte dos jovens falam e são solícitos para darem informações.

No início, é um pouco assustador a ideia de ir para um país aonde não se fala inglês e o idioma é completamente diferente do nosso. Aos poucos, você vai descobrindo que os lugares que os turistas frequentam as pessoas falam inglês. Porém se você se afastar um pouco e pedir informações a um guarda, taxista ou vendedor ambulante, você não terá respostas porque eles só falam russo. Muito simpáticos, eles tentam ajudar apontando no mapa ou usando mímica.

O maior charme de São Petersburgo está nos seus canais e suas mais de 500 pontes (segundo cartazes fixados nos barcos que fazem passeios pelo rio Neva), ganhou o apelido de “Veneza do Báltico” por sua semelhança com a cidade italiana. Um passeio de barco pelo Rio Neva, através dos canais de São Petersburgo, é imperdível, que vai proporcionar à você ver a cidade a partir de uma perspectiva diferente, fotografando de dentro do barco as fachadas de casas graciosas, palácios ornamentados com o melhor da nobreza russa, enquanto o barco passa sob centenas de pontes em formato de arco.

Outro ponto turístico que não pode deixar de ir sob pena de não entrar no céu, e que está em todas as fotos de São Petersburgo, é a Catedral do Sangue Derramado, uma igreja ortodoxa russa do século XVI e pode ser fotografada desde a avenida principal da cidade, a Nevsky Prospekt. Durante a noite, o colorido dos mosaicos da igreja fica refletido nos canais que a margeiam, deixando a foto muito mais bonita. A catedral se destaca pelas suas torres redondas coloridas e as paredes revestidas de mosaicos com arte bizantina retratando figuras do cristianismo.

O Museu Hermitage é, simplesmente, o melhor museu do mundo, segundo os cronistas de viagens mais experientes. O imenso complexo do Hermitage é composto por seis palácios exuberantes, museus e teatros luxuosos. Fundado em 1764 por Catarina, a Grande, o museu guarda coleções compostas por muitas esculturas em mármore e pinturas de Rembrandt, Leonardo da Vinci, Picasso, Renoir, Veronese e Van Dyck, entre outros. Todo esse acervo é exibido em seus suntuosos salões em estilo rococó, uma atração a parte.

Distante 70 km de São Petersburgo, o Palácio de Catarina (ou Palácio de Pushkin), construído em 1710 por Catarina, mulher de Pedro, o Grande, o primeiro imperador russo e o mais celebrado da dinastia dos Romanov, deve constar em qualquer agenda de viagem como visita obrigatória. O passeio já vale somente para fotografar todo o luxo com que os Czares russos viviam e esbanjavam. É um palácio em estilo barroco-russo, ricamente decorado com ouro, principalmente o Salão de Festas. A Sala de Âmbar (proibido fotografar dentro) é inteira revestida de painéis com pedaços de âmbar. Foi saqueada pelos nazistas na 2ª Guerra e sua restauração durou 24 anos.

Apesar de a Rússia não ser um país religioso, suas igrejas merecem destaques. Mais duas igrejas em São Petersburgo devem ser visitadas pela suntuosidade, detalhes nas artes sacras e toda riqueza impregnada nas paredes e colunas. Construída ao longo de 40 anos e fácil de identificar com uma grande cúpula dourada, a Catedral de Santo Isaac é a mais grandiosa das igrejas russas. O interior da Catedral é impressionante com 14 tipos de mármore, revestimento em granito, colunas revestidas com malaquita e lápis-lazúli, ícones cristãos de mosaico, esculturas de bronze dourado e um imenso vitral de um Jesus Cristo bizantino dão um aspecto grandioso ao templo.

A Catedral de Kazan é outra igreja muito suntuosa que fica na avenida principal (Nevsky Prospekt). Como tudo em São Petersburgo foi inspirado em outras cidades da Europa, a Catedral de Kazen é uma réplica menor da Basílica de São Pedro, em Roma, exibindo uma ampla colunata. Construída em 1811, a igreja foi fechada durante a revolução soviética para abrigar o Museu da Religião e Ateísmo. Com o fim do Comunismo, foi restaurada e reaberta às celebrações religiosas, em 1992.

Quem for a São Petersburgo deve colocar no roteiro de viagem um rolé sem destino pela grande avenida Nevsky Prospekt, fotografando os grandes prédios, verdadeiros palácios um ao lado do outro. Em cada canal que se cruza durante a caminhada, a cada praça ou monumento que o viajante se depara são motivos para fotografias. A avenida Nevsky Propekt é daqueles lugares onde as referências históricas do povo russo estão por toda parte. Entre numa das centenas de lojas de suvenir e não deixe de comprar uma réplica do “Ovo de Fabergé” ou as tradicionais bonequinhas russas chamadas de Matrioskas, que se encaixam umas nas outras.

Se você ouviu muita história de comunista comendo criancinhas, desarme-se de qualquer preconceito e permita-se viver uma experiência única, pois a “Veneza do Norte” é um destino mais que especial. Na maioria dos lugares turísticos tem disponibilidade de informações na língua inglesa, que muito facilita a vida daqueles que não entendem o idioma cirílico. Em todo caso, leve um tradutor no seu celular para entender algumas palavras em russo: “Spassiba pela leitura do texto”.

Serviços Essenciais para planejar seu roteiro à São Petersburgo
– A página do Hermitage (hermitagemuseum.org/), em inglês ou russo. Se você comprar um bilhete para dois dias consecutivos, é preciso validá-lo na primeira visita, e o tíquete serve também para o dia seguinte (se a primeira visita for em um domingo, o ingresso vale ainda para a terça-feira, já que o museu não abre às segundas).
– Para garantir ingressos para um dos espetáculo do Teatro Mariinsky acesse o site da companhia, com versão em inglês: mariinsky.ru/en
– Site oficial do Palácio de Catarina: http://eng.tzar.ru
– Compre um bilhete entre Moscou e São Petersburgo no trem rápido, na classe econômica. A viagem tem duração de quatro horas. russiantrains.com/pt

Onde ficar
Em São Petersburgo, a dica é ficar hospedado próximo à Avenida Nevsky, o que significa estar perto de tudo.

Onde comer
Há muitos fast-food como MacDnalds ou Subway na Avenida Nevsky e também há restaurante para todo bolso. Não deixe de experimentar o autêntico “strogonoff”. Mas, antes tome uma dose de uma autêntica vodca russa para abrir o apetite e matar um pouco do frio que chega ao entardecer.

Igreja ortodoxa russa, a Catedral do Sangue Derramado é um dos pontos turísticos mais visitados em São Petersburgo. Ela está situada na margem do canal Griboedov próximo à avenida Nevsky Prospekt.

Igreja ortodoxa russa, a Catedral do Sangue Derramado é um dos pontos turísticos mais visitados em São Petersburgo. Ela está situada na margem do canal Griboedov próximo à avenida Nevsky Prospekt.

Igreja do Sangue Derrama do durante o dia pode ser notado a beleza impressionante dos ladrilhos e de suas belas cúpulas coloridas. É um dos locais que mais simbolizam a cidade de Pedro, o Grande.

Igreja do Sangue Derrama do durante o dia pode ser notado a beleza impressionante dos ladrilhos e de suas belas cúpulas coloridas. É um dos locais que mais simbolizam a cidade de Pedro, o Grande.

O Museu Hermitage é um dos maiores museus de arte do mundo e sua vasta coleção possui itens de, praticamente, todas as épocas, estilos e culturas da história russa, europeia e oriental. O prédio principal é o Palácio de Inverno, que foi a residência oficial dos Czares quase ininterruptamente desde sua construção até a queda da monarquia russa.

O Museu Hermitage é um dos maiores museus de arte do mundo e sua vasta coleção possui itens de, praticamente, todas as épocas, estilos e culturas da história russa, europeia e oriental. O prédio principal é o Palácio de Inverno, que foi a residência oficial dos Czares quase ininterruptamente desde sua construção até a queda da monarquia russa.

Organizado ao longo de dois séculos e meio, o Museu Hermitage possui hoje um acervo de mais de 3 milhões de peças entre esculturas, quadros, vitrais, joias, artefatos decorativos de grandes artistas russos e do mundo inteiro.

Organizado ao longo de dois séculos e meio, o Museu Hermitage possui hoje um acervo de mais de 3 milhões de peças entre esculturas, quadros, vitrais, joias, artefatos decorativos de grandes artistas russos e do mundo inteiro.

Construído em 1760, no rio Móika, o Palácio dos Yusupov é aberto ao público para apreciar a escadaria de mármore branco e centenas de obras de artes. Em 1916, no interior do palácio foi assassinado o famoso místico Gregório Rasputin, favorito de Alexandra, mulher do Czar Nicolau II.

Construído em 1760, no rio Móika, o Palácio dos Yusupov é aberto ao público para apreciar a escadaria de mármore branco e centenas de obras de artes. Em 1916, no interior do palácio foi assassinado o famoso místico Gregório Rasputin, favorito de Alexandra, mulher do Czar Nicolau II.

Construída no início dos anos 1800, a Catedral de Santo Isaac é a mais suntuosa e grandiosa das igrejas de São Petersburgo. Para dourar a cúpula, inspirada na St. Paul´s Cathedral de Londres, foram utilizados 100 kg de ouro.

Construída no início dos anos 1800, a Catedral de Santo Isaac é a mais suntuosa e grandiosa das igrejas de São Petersburgo. Para dourar a cúpula, inspirada na St. Paul´s Cathedral de Londres, foram utilizados 100 kg de ouro.

Por dentro, a Catedral de Santo Isaac é majestosa com quase 400 obras entre esculturas, ícones, afrescos e mosaicos e capacidade para 14 mil pessoas. Desde 1931 é um dos principais museus sacros da Rússia com obras de arte do século XV ao XIX.

Por dentro, a Catedral de Santo Isaac é majestosa com quase 400 obras entre esculturas, ícones, afrescos e mosaicos e capacidade para 14 mil pessoas. Desde 1931 é um dos principais museus sacros da Rússia com obras de arte do século XV ao XIX.

Inspirada no Vaticano, a Catedral de Kazan parece meio perdida no movimento da avenida Nevsky Prospect... Construída em 1811, foi fechada na revolução e com o fim do Comunismo, foi restaurada e reaberta às celebrações religiosas.

Inspirada no Vaticano, a Catedral de Kazan parece meio perdida no movimento da avenida Nevsky Prospect… Construída em 1811, foi fechada na revolução e com o fim do Comunismo, foi restaurada e reaberta às celebrações religiosas.

Os "Ovos Fabergé" são obras-primas da joalharia produzidas por Peter Carl Fabergé para os czares da Rússia, durante a Páscoa. Em qualquer loja de suvenir em São Petersburgo se compra uma replica do Ovo de Fabergé de todo tamanho e para todos os bolsos.

Os “Ovos Fabergé” são obras-primas da joalharia produzidas por Peter Carl Fabergé para os czares da Rússia, durante a Páscoa. Em qualquer loja de suvenir em São Petersburgo se compra uma replica do Ovo de Fabergé de todo tamanho e para todos os bolsos.

Matrioscas na beira do Rio Neva. As Matrioskas são as tradicionais bonecas russas feitas de madeira e com múltiplas figuras no seu interior, ou seja, a mesma boneca em tamanhos diferentes e que encaixam umas dentro das outras.

Matrioscas na beira do Rio Neva. As Matrioskas são as tradicionais bonecas russas feitas de madeira e com múltiplas figuras no seu interior, ou seja, a mesma boneca em tamanhos diferentes e que encaixam umas dentro das outras.

São Petersburgo herdou muitas características de das suas "cidades irmãs" europeias, Veneza e Amsterdã. Sua localização semelhante em ilhas e rios sinuosos determina o olhar arquitetônico de São Petersburgo. A cidade dispõe de mais de centenas de pontes que ligam as ilhas dispersas do estuário do Rio Neva.

São Petersburgo herdou muitas características de das suas “cidades irmãs” europeias, Veneza e Amsterdã. Sua localização semelhante em ilhas e rios sinuosos determina o olhar arquitetônico de São Petersburgo. A cidade dispõe de mais de centenas de pontes que ligam as ilhas dispersas do estuário do Rio Neva.

As pontes em forma de arco que cortam os canais de São Peteresburgo não são apenas belas obras arquitetônicas, mas também ótimos pontos de observação e excelentes locais para fotos espetaculares.

As pontes em forma de arco que cortam os canais de São Peteresburgo não são apenas belas obras arquitetônicas, mas também ótimos pontos de observação e excelentes locais para fotos espetaculares.

Frente à praça do Palácio Hermitage destaca-se a Coluna de Alexandre, comemorativo da vitória de Alexandre II sobre as tropas de Napoleão Bonaparte. No topo da coluna situa-se um anjo segurando uma cruz, e consta que o rosto do anjo foi modelado de forma a reproduzir as feições do imperador.

Frente à praça do Palácio Hermitage destaca-se a Coluna de Alexandre, comemorativo da vitória de Alexandre II sobre as tropas de Napoleão Bonaparte. No topo da coluna situa-se um anjo segurando uma cruz, e consta que o rosto do anjo foi modelado de forma a reproduzir as feições do imperador.

Um dos palácios do complexo do Museu Hermitage com a tradicional arquitetura russa imperial. Ao fundo, a Coluna de Alexandre e a praça do Hermitage.

Um dos palácios do complexo do Museu Hermitage com a tradicional arquitetura russa imperial. Ao fundo, a Coluna de Alexandre e a praça do Hermitage.

A Avenida Nevsky Prospekt (Невский проспект) é a principal avenida de São Petersburgo. Planeada por Pedro, o Grande, como início da estrada para Novgorod e Moscou, a avenida tem início na Praça do Palácio, entre o Almirantado e o Hermitage e termina no Mosteiro de Alexander Nevsky.

A Avenida Nevsky Prospekt (Невский проспект) é a principal avenida de São Petersburgo. Planeada por Pedro, o Grande, como início da estrada para Novgorod e Moscou, a avenida tem início na Praça do Palácio, entre o Almirantado e o Hermitage e termina no Mosteiro de Alexander Nevsky.

Entrada principal do Palácio de Catarina, a Grande, também conhecido como "Palácio de Pushkin). É um palácio em estilo barroco russo, que serviu de residência de Verão aos Czares. Fica localizado na cidade de Tsarskoye Selo, cerca de 70 km de São Petersburgo.

Entrada principal do Palácio de Catarina, a Grande, também conhecido como “Palácio de Pushkin). É um palácio em estilo barroco russo, que serviu de residência de Verão aos Czares. Fica localizado na cidade de Tsarskoye Selo, cerca de 70 km de São Petersburgo.

O palácio se caracteriza pelo grande conjunto de salas formais de Rastrelli, conhecida como Fileira Dourada. Este conjunto começa no espaçoso e arejado salão de baile, o "Grande Hall" ou "Hall das Luzes", com um espetacular teto to pintado e dezenas de grandes janelas de vidros.

O palácio se caracteriza pelo grande conjunto de salas formais de Rastrelli, conhecida como Fileira Dourada. Este conjunto começa no espaçoso e arejado salão de baile, o “Grande Hall” ou “Hall das Luzes”, com um espetacular teto to pintado e dezenas de grandes janelas de vidros.

Detalhe das portas do Palácio com entalhes do barroco russo, decoradas com a máxima extravagância com entalhes dourados.

Detalhe das portas do Palácio com entalhes do barroco russo, decoradas com a máxima extravagância com entalhes dourados.

Detalhes de esculturas barrocas gigantes nas paredes externas do palácio.

Detalhes de esculturas barrocas gigantes nas paredes externas do palácio.

Entre tantos espaços para contemplação no Palácio de Catarina, tem a Casa de Banho Turco, muito usado pelos nobres no inverno por suas águas termais.

Entre tantos espaços para contemplação no Palácio de Catarina, tem a Casa de Banho Turco, muito usado pelos nobres no inverno por suas águas termais.

Igreja Ortodoxa russa da Ascensão de Cristo, no palácio de Catarina.

Igreja Ortodoxa russa da Ascensão de Cristo, no palácio de Catarina.

Um passeio de barco pelos canais do Rio Neva é imperdível. Na foto, a Igreja do Sangue Derramado no passeio pelo canal Griboedov.

Um passeio de barco pelos canais do Rio Neva é imperdível. Na foto, a Igreja do Sangue Derramado no passeio pelo canal Griboedov.

Alex Gurgel e sua esposa, Cléo Gurgel na beira do Rio Neva, em São Petersburgo.

Ao lado da minha esposa, Cléo Gurgel, na beira do Rio Neva em São Petersburgo.

Share:
Alex Gurgel

Comentários

3 comments

  1. Pedro 19 fevereiro, 2017 at 21:11

    “Os judiados pela doutrina filosófica da teologia da retribuição afastam-se do mal por medo do castigo e fazem o bem esperando recompensas. Transmudam-se assim, inconscientes em mercenários da religião.” Este é o São Basílio que emprestou o nome a uma das mais famosas catedrais ortodoxas do mundo, no centrão da capital russa, ladeando e emoldurando junto com um museu histórico a legendária praça vermelha de Moscou. E de quebra, vigia o vizinho e sisudo kremlim…:)

  2. Pedro 19 fevereiro, 2017 at 21:19

    Eram 2 hs da tarde, meu telefone toca aqui no interiorzão do Brasil, distante 12.000km de São Petersburgo. Minha filha(27) me pede a benção e diz : “pai são 9hs da noite aqui e o sol está rachando…:)”. Ela sozinha, mas acompanhada e vigiada pelos céus católicos e ortodoxos, fez uma viagem inesquecível…:)

Leave a reply