Crônicas e Artigos

Domingos Montagner

domingos

Ao final todas as peças na mesma gaveta. O rei, a rainha, o bispo e peões. Todos terminam na horizontal. Não existe diferença. A partida foi jogada. O Padre perdeu. Mas o importante é jogar.

Ninguém vai nos dirigir no ultimo ato. Nesse teatro alguns desempenham o papel do clown. Santo assim começou e morreu no fundo do rio sem que ninguém o dirigisse.

Fecham- se as cortinas. Alguns riram e choraram. O palhaço diz coisas sérias muitas vezes chorando por dentro. Tem que rir para distrair. A plateia quer mais. O show não pode parar.

O velho Chico de Morte

Rio da integração nacional
O Velho Chico carrega vida no seu
Leito de Pedra e Morte
Algumas vezes manso
Outras vezes torvelinho
Poema aquoso e misterioso
Estrada de Cangaceiros e beatos
Nasce em Minas e fornece energia
Para o Nordeste correndo
E banhando cidades
Em Penedo exuberância barroca
Nossa Senhora das Correntes
Em Paulo Afonso rochedos
Aprisionando a água
Em Piacabuçu seu delta
Encontro com o Mar salgado
Velho Chico
Rio da Sorte
Rio da Morte
Santo Santo Santo …

Share:
João da Mata

Comentários

3 comments

  1. João da Mata
    João da Mata 20 setembro, 2016 at 11:23

    A vida imitou a arte em mais um exemplo. Santos não morreu na novela e terminará como num conto de fadas casando com Pitanga.
    Recursos dramatúrgicos e de edição trarão Santos de volta. Ele terminará dizendo “Sonhei tanto com esse dia que custo a acreditá que tenha chegado”, dirá quando do casamento cênico.

  2. João da Mata
    João da Mata 20 setembro, 2016 at 11:38

    A vida imitou a arte em mais um exemplo. Santos não morreu na novela e terminará como num conto de fadas casando com Pitanga.
    Recursos dramatúrgicos e de edição trarão Santos de volta. Ele terminará dizendo “Sonhei tanto com esse dia que custo a acreditar que tenha chegado”, dirá quando do casamento cênico.

  3. Maria Aparecida Anunciata Bacci 20 setembro, 2016 at 23:59

    Belo poema e texto, Santo foi sinto falto do palhaço que foi alegrar as outras as margens a dos encantados,e nós aqui ficamos tristes,porque para o nosso lado a cortina azul das águas se fechou, e o picadeiro silenciou.Parabéns poeta por mais este lindo trabalho.

Leave a reply